segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Completando Coleções: Gilgamesh II

 

A longo dos anos fui comprando algumas coisa que por um motivo ou outro ficaram incompletas mas que sempre tive o interesse de acabar.

O um desses exemplos é Gilgamesh II de Jim Starlin baseado no conto babilónio Gilgamesh .

Gilgamesh1AMadNewWorld4122_f         Gilgamesh2LandoftheNight4124_f      Gilgamesh3TwilightBlood4124_f    Gilgamesh4MuchToDoAbout4127_f

Em traços gerais é contada a história de Gilgamesh Bonner, um alienígena, que é abandonado no planeta Terra por uma raça perto da extinção devido a um perseguição espacial. O comandante decide preservar a raça e envia duas crianças para a Terra contudo não é especifico para o computador e são enviados dois machos extinguindo assim a sua espécie.

Gilgamesh é criado por uma família de junkies sendo disfarçado de humano. Com o tempo vai-se tornar um guerreiro lendário e torna-se governante de toda a terra após as corporações terem substituídos os governos durante guerras corporativas.

Porem Gilgamesh encontra na selva sul americana um selvagem que pensa ser um robot mas acaba por perceber que é o seu irmão Otto. Contudo Otto acaba por morrer e Gilgamesh percebe que vai ficar para sempre só tornando-se obcecado em trazer Otto de volta à vida. Para isso decide mergulhar no “Void” um buraco na realidade resultado de uma experiencia de teleportação da União Soviética que destruiu o país em 1992!

Gilgamesh fica algum tempo no”Void” mas quando volta à Terra esta está ocupada por alienígenas muito tempo após a destruição da raça humana numa guerra nuclear. Gilgamesh mergulha então no “Void” e fica em paz.

gilgsh1

Adquiri o quarto volume em 1989 ou 1990 quando deitava a mão a tudo que fosse comic americano e durante quase 15 anos apenas conheci o fim da história. Passado esse tempo consegui os primeiro e terceiro números e à algumas semanas finalmente consegui o segundo via Ebay.

Lendo finalmente toda a mini-série e considerando que foram precisos mais de 20 anos para isso, consegue-se perceber que é um produto da sua época quando a DC encontrou o filão da temática adulta que viria a dar origem à Vertigo alguns anos mais tarde.

Jim Starlin volta a lidar com temáticas que já tinha desenvolvido nas suas duas obras de maior referencia Dreadstar e a Saga de Thanos/Adam Warlock/Capitão Marvel, a ganância, a morte e a existência por isso não vem acrescentar muito.

Estão também evidentes temáticas da época como a desconfiança do mundo corporativo, o fim da era Reagan e o seu legado (já utilizado por exemplo por Frank Miller)  e preocupações ambientais.

gilgsh2

 

Como fui conhecendo a obra ao contrario noto algum desequilíbrio com o ultimo capitulo muito contemplativo e os primeiros  mais ficção científica e de ação.

Em termos de edição esta é excelente típica das mini-sérias de luxo e de salientar que as cores são do Steve Oliff.

Concluindo Gilgamesh II não é uma obra memorável, o que é evidente por nunca ter sido republicada e ser muito pouco referenciada, até mesmo na biografia do autor. Parece-me que terá sido apenas uma encomenda da DC para capitalizar a linha da temática adulta.

Titulo: Gilgamesh II
Editora: DC
Volumes Publicados: 4
Preço: $ 3,95 USD
Classificação: 6.5/10

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

domingo, 18 de agosto de 2013

Novas Leituras - II

 

Pouco tempo para escrever e menos tempo ainda para ler mas a colecção aumenta. Seguem algumas da recentes aquisições:

Mouse Guard – The Black Axe

MouseGuardBlackAxeHC46305_f

Mais um numero desta excelente série, o terceiro, onde ficamos a conhecer a origem de do misterioso campeão do Ratos o Black Axe. O traço de David Petersen tem vindo progressivamente a melhorar ao longo da série, em particular os cenários deslumbrantes do mundo medieval onde a acção decorre.

Black Kiss I e II

 

Howard Chaykin Black Kiss #HC46142_fBlack Kiss II TP46320_f

Aproveitando o seu relançamento pela Dynamite adquiri o clássico Black Kiss de Howard Chaykin assim como Black Kiss II da Image. Já tinha lido a primeira mini-série mas não a possuía. Lembro-me da grade polemica que ela gerou aquando do seu lançamento e, sinal do tempos, a Black Kiss II é muito mais explicita e passou praticamente despercebida mesmo editada por uma grande editora.

Face Oculta

Face Oculta #1 I Predoni Del D46204_fFace Oculta #2 Briganti46205_f

Esta mini-série do estudio Bonelli recebeu muito boas criticas nos sites de BD no Brasil e o ambiente onde se passa puxou-me a atenção,  Imperio Colonial Italiano no final do séc. XIX. Infelizmente numa medida algo estranha a Pannini só adquiriu os direitos dos 2 primeiros numeros numa série de 14!!! Como não vendeu o suficiente foi descontinuada.

From Hell Companion

FromHellCompanion46185_f

Num autor já de si complexo From Hell é, para mim, a obra mais difícil de Alan Moore por isso aproveitei para comprar este Companion para conhecer melhor as origens da história.

Cadernos do Sama Vol. I

46192_f

Tive o prazer de conhecer o Sama na Mundo Fantasma e adquiri o primeiro numero dos seus cadernos. Uma obra graficamente muito interessante e apelativa com muito senso de humor característico do autor.

Habibi

Habibi46155_f

Andava á algum tempo para comprar esta obra e encontrei-a na Fnac a 20€. Compra imediata.

domingo, 28 de julho de 2013

A Ler: Wolfsmund

wulfmund1

Encontrei por acaso uma referencia a este manga quando procurava referencias sobre novas edições da Vertical e neste caso avaliei o livro pela sua capa (e vendo algumas imagens na net).

A aposta não foi gorada dado que é uma proposta que me parece bastante interessante.

A acção passa-se nos cantões suíços no Sec. XIV durante a ocupação austríaca apresentando a repressão que era feita sobra a população local sobre o invasor.

Numa passagem estreita dos Alpes existe uma fortaleza , a Wolfsmund, que controla a passagem entre as zonas ocupadas e os estados italianos e neste primeiros 3 capítulos vemos a tentativas de elementos da resistência em passar a fortaleza para se organizar longe da ocupação Austríaca.

Cedo nos apercebemos que estamos perante algo ligeiramente diferente quando nos apercebemos uma preocupação do autor em mostrar a violência do dia a dia e este consegue nos surpreender quando personagens que estão bem caracterizados nas suas motivações e seriam facilmente colocados como heróis da trama são executados sem piedade.

wulfmund2 

À primeira vista podemos encontrar alguns paralelismos com mangás tipo Berserk dado que não há contemplações se morrem homens mulheres ou crianças mas o elemento mitológico está ausente e toda a violência é pensada e realizada por homens para homens. Aqui não temos contemplações sendo o ambiente muito soturno espelhando o desespero dos ocupados.

Sendo o primeiro numero personagens recorrentes como o senhor da fortaleza e uma prostituta que auxilia a resistência ainda não se encontram totalmente desenvolvidos sendo a personagem central a própria Wolfsmund e a necessidade de a ultrapassar.

A arte de Mitsuhisa Kuji é sólida com cenário interessantes e boas cenas de acção.

Um pormenor para futuros leitores é a abundancia de fan-service e nudez, enquadrada na trama das histórias mas claramente a apelar ao seu publico alva dado se tratar de um seinen

image

Em resumo um bom começo de uma série uma história que tem uma boa base paras ser desenvolvida, penso que o rigor histórico não é o centro da trama mas isso não será o mais importante.  

Titulo: Wolfsmund
Editora: Vertical Inc.
Volumes Publicados: 1
Preço: $ 12,95 USD
Classificação: 8/10

domingo, 14 de julho de 2013

A Ler: Star-Lord The Hollow Crown


Com a preparação do filme Guardians Of The Galaxy, a Marvel decidiu publicar um one-shot sobre um dos actuais integrantes, Peter Quill o Star-Lord.
Só tive contacto com este personagem em dois momentos na leitura de dois números da mítica Heróis da TV e no numero dois da revista que dá nome a este blog, Aventura & Ficção.
image   image image
Apesar do pouco contacto com o personagem a história que saiu na HTV foi-me muito marcante dado que foi idealizada por uma das duas melhores duplas de sempre nos comics Chris Claremont e John Byrne que ai estavam a fazer, histórias nas Marvel-Premier e Marve-Team-Up e ainda não tinham avançado para o X-Men.
A história em traços gerais segue a procura de vingança do personagem principal sobre a morte da sua mãe às mãos de alienígenas, acabando por descobrir que está envolvido numa trama que envolve um enorme império galáctico e destituição do seu imperador.
Confesso que a compra deste one-shot foi apenas ter uma melhor copia de leitura dado que os dois numero dos Heróis da TV já tem quase 30 anos. Mas foi com uma agradável surpresa que vi que a Marvel decidiu incluir a primeira aventura do personagem e uma descrição conceito inicial do seu criador Steve Englehart que se baseou em conceitos de astrologia nos quais acreditava.
starlord1

Assim ficamos a saber que sendo a origem do personagem aproximadamente a mesma que mostrada por Claremont e Byrne ela é uma combinação de misticismo e ficção científica e que os seus poderes lhe foram dados pelo chamado Master Of The Sun tendo como base os quatro elementos Água, Fogo, Terra e Ar. É também apresentado o personagem como alguém com uma grande revolta interior, vingativo e propensão para a violência.
Este one-shot danos a possibilidade de conseguir contextualizar o personagem dado que o que foi publicado pela Abril não fazia esse tipo de enquadramento (na altura basicamente preocuparam-se em publicar tudo da dupla). Na abertura da segunda história do livro é apresentado um editorial onde é clarificado que Claremont e Byrne não dominavam os conceitos astrológicos e estavam desconfortáveis com o facto ser no conceito inicial movido pela vingança e agressividade dai que existam pequenas alterações no Star-Lord (um pequeno retcon) explicado como o amadurecimento de Peter Quill . Um facto curioso é que a história é toda a preto e branco e não a cores como saiu na Heróis da TV.
starlord2
Em termos de edição à apenas a apontar a capa que é medíocre apresentando a imagem actual do personagem.
starlord3
Titulo: Star-Lord – The Hollow Crown
Editora: Marvel Comics
Volumes Publicados: 1
Preço: $ 7,99 USD
Classificação: 5,5/10
Apesar de gostar muito da história  acho que ela não resistiu muito bem ao tempo e conhecendo agora o background percebemos que o personagem foi muito atenuado em relação ao conceito original.

sábado, 13 de julho de 2013

Fim do Interregno (espero)


Por vezes a vida obriga-nos a parar coisa que muito apreciamos, como mandar para aqui umas frases.
Espero voltar a ter tempo para manter alguma regularidade.

terça-feira, 21 de maio de 2013

sábado, 11 de maio de 2013

A Ler: Knights Of Sidonia

 

KnightsOfSidonia146072_f

Após algum hiato apresento a mais recente obra de Tsutomu Nihei autor cuja obra mais famosa é   Blame!, que confesso não ter lido.

A história passa-se num futuro distante numa nave-geração chamada Sidonia que é feita de restos do planeta Terra tendo já passado 10 séculos sobre a sua destruição pelos alienígenas denominados Gaunas. A humanidade confinada neste espaço já evoluiu para poder sobreviver via fotossíntese, clonagem e reprodução assexuada (existindo mesmo um terceiro sexo).

O herói da história é Nagate Tanukaze que apenas conhecia a vida numa área da nave que estava mais ou menos esquecida da restante população e até aos 17 anos o único humano que conhecia era o avô.

Assim Nagate vai tentar integrar-se na sociedade de Sidonia sendo recrutado para ser tornar um piloto de Mecha denominados Guardians.

  Apesar de não ter lido Blame! já tinha contacto com Tsutomu Nihei pela leitura de Biomega, uma aventura Ciberpunk/Zombies. Nihei tem um estilo radicalmente diferente  da maioria do manga normalmente com grandes espaços vazios e alguma falta de expressividade no rosto dos personagens.

KnightsSidonia1

Contudo neste novo titulo nota-se uma maior preocupação com o detalhe dos cenários continuando a apresentar um estilo grandioso que se aplica bem a uma Space Opera.

KnightsSidonia2

O argumento está ainda na sua fase de desenvolvimento estando a utilizar alguns dos clichés comuns deste género (Evagelion?) em particular a dificuldade de adaptação do personagem principal e o desespero que existe na civilização de Sidonia face à ameaça constante dos Gauna.

Titulo: Knights of Sidonia
Editora: Vertical Inc.
Volumes Publicados: 2
Preço: $ 12,95 USD
Classificação: 7/10

domingo, 5 de maio de 2013

sábado, 20 de abril de 2013

A Ler: Planetes


Planets #1 Planetes293_f
Com a futura publicação de Vinland Saga decidi reler a primeira obra de Makoto Yukimura a saga de hard sci-fi Planets.

O personagem principal da história Hachirota “Hachi” Hoshino que é basicamente um lixeiro espacial dado que faz parte da tripulação de  uma nave de recolha de destroços espaciais. O que no futuro próximo é algo de vital para o navegação espacial dado a quantidade de lixo, gigantesco ou minúsculo, que existe em orbita da Terra.

Hachi acalenta o sonho de vir a ter uma nave própria e fazer exploração espacial estando frustrado com o trabalho sem futuro e monótono que tem.
  Esta obra é para apreciadores de o estilo mais realista de ficção científica dado que todo o seu background é rigoroso em termo do que é uma viagem espacial, a sua mecânica. A preocupação de realismo foi elevado tendo sido consultada a Agente Espacial Japonesa para garantir esse detalhe. Algo que também é uma temática constante é o efeito do espaço a longo prazo no ser humano tanto a nível físico como mental.

Contudo esta obra tem também uma parte reflexiva muito grande abordando a pequenez do ser humano face à grandiosidade do universo que o rodeia e o assoberbamento que isso provoca na mente. Podemos também encontrar um critica profunda à divisões humanas tanto politicas, raciais e classe com uma critica profunda ao sistema do assalariado Japonês onde se fica a vida inteira ligada a uma corporação sem perspectivas ou opções de futuro.

planets1

Esta série traz-me o sentimento de futuro que nos foi roubado, dado que a exploração espacial está praticamente parada e à muito de víamos andar pelo nosso sistema solar e mais além antes que rebentemos de vez com a nossa bola azul. Além disso é facilmente relacionável com a nossa realidade a frustração que o nosso herói sente com o que faz  e a falta de perspectivas que tem.

Planets2Planetes295_f       Planets3Planetes298_f   Planets41Planetes302_f    Planets42Planetes305_f

Ao nível da arte os cenários de fundo estão muito bem conseguidos mas a figura humana tem altos e baixo ficando a impressão que o autor teve dificuldades em manter a qualidade na serialização semanal, apesar de que a arte não é o fundamental desta série.

Titulo: Planetes
Editora: Tokyopop
Volumes Publicados: 5
Preço: $ 9,99 USD
Classificação: 8,5/10

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Peças da Colecção: Judge Dredd com dedicatória


Sou GRANDE Fan do Judge Dreed e nos anos 90 a Livraria Britânica no Porto importou muitos encadernados do personagem que consegui adquirir.
O meu preferido é “Apocalypse War” e um dia, por intermédio de um grande amigo, consegui uma dedicatória do desenhador do personagem personagem Carlos Ezquerra  quando este veio ao Porto(que infelizmente não pude conhecer).

Judge Dredd Apocalypse War2370_f
dredd1

domingo, 14 de abril de 2013

Peças da Colecção: Revista o Quadrado


Existiu uma altura em que o Porto era referencia na BD Portuguesa com o Salão Internacional de Banda Desenhada do Porto (que muitas saudades deixou).
Pela mesma altura existiu umas excelente proposta de revista sobre BD fugindo, em termos gráficos, ao modelo convencional de outras como por exemplo a Seleções BD. Os numero que possuo tem como editores na primeira série Nuno Correia e José Rui Fernandes, no numero da 4 da 2ª série o editor é Pedro Cleto. No design está sempre envolvido José Rui Fernandes e o seu estúdio Duo Design.

N.º 1 Primeira Série – Maio 1993

quadrado1
N.º 2 Primeira Série – Julho 1993
quadrado2
N.º 4 Primeira Série – Junho 1993
quadrado3
N.º 4 Segunda Série – Maio 1997
quadrado4
Bónus: Bilhete de SIBD talvez de 1997 encontrado no meio duma das revistas.

bilhete

sábado, 13 de abril de 2013

A Ler: Olympians–Athena

 

Olympians2GNAthenaGreyEy45925_f

Continuando a seguira série Olympians apresento aqui o segundo volume Athena – Grey-Eyed Goddess.

Athena (também chamada Pallas Athena) é filha de Zeus com a filha do Oceano Metis que o ajudou a derrotar o seu pai Kronos durante a batalha com os Titãs. É a deusa da Sabedoria, da Guerra (o lado benéfico dela), das Artes e das Cidades (patrona de Atenas).

Como é normal nestes mitos o nascimento de Athena é tudo menos normal, Zeus come a Metis e esta dá a luz a filha dentro a mente de Zeus e é lá que ela cresce. A certa altura o ruído dentro da cabeça de Zeus torna-se insuportável e este decide pedir ajuda a Ares, deus da Guerra (lado mau dela) e da Violência, e Hephaistos deus do Fogo e do Vulcões (entre outras características).

Assim o nascimento de Athena processa-se a partir da cabeça de Zeus a martelo e cinzel.

 

athena1                   athena3

Como descrevi na entrada sobre Zeus o autor cria o argumento a partir de varias fontes e histórias que apresentam por vezes versões diferentes para a mesma coisa (como é o origem do nome Pallas Athena). Assim neste livro é mais evidente a falta sequencia histórica, sendo mais uma agregação de contos, que o autor consegue de forma eficaz tornar mais fluida utilizando como narradoras a 3 irmãs Destino (quem leu Sandman conhece-as bem).

A arte continua bastante eficiente para esta narrativa estando particularmente bem conseguida a luta de Perseus contra a Medusa (muito inspirado no Clash of The Titans – versão original).

athena2             athena4

Em resumo este segundo volume não tem o impacto narrativo de Zeus, ai estávamos perante a criação do mundo, mas continua a ser muito agradável e interessante de ler.

Titulo: Athena – Grey-Eyed Goddess
Editora: First Second
Volumes Publicados: 5
Preço: $ 9,99 USD
Classificação: 7/10