sábado, 2 de fevereiro de 2013

Heróis Esquecidos: ROM Spaceknight

image
Em meados dos anos 80 a revista Incrível Hulk inclui no seu alinhamento um personagem, actualmente algo esquecido, que deixou muitos fans: O Cavaleiro das Estrelas ROM.
Rom foi criado inicialmente como um brinquedo para crianças da Parker Brothers (mais conhecida por jogos de tabuleiro como o Monopólio) que licenciou  à Marvel a produção de um comic sobre este personagem.
O desenvolvimento foi deixado a cargo da dupla Bill Mantlo (história) e Sal Buscema (desenho) famosa pela longa série de números do Hulk.
O boneco em si foi um fracasso de vendas mas o comic perdurou 75 números de 1979 até 1986, sempre com argumento de Mantlo, com vários desenhadores incluindo o final de Steve Ditko.
Dada a instabilidade de cronologia das edições Brasileiras não foi possível acompanhar esta saga de principio a fim e no mercado americano nunca foi republicada dado que a Marvel perdeu o licenciamento.
                                                    imageimage
No comic ROM é um cyborg do pacifico planeta Gálador que está em guerra com os Espectros (Dire Wraiths) criaturas que conseguem adquirir a imagem de outros seres vivos. ROM está equipado com um analisador que consegue ver os Espectros na sua verdadeira forma, um neutralizador que neutraliza os poderes dos Espectro  e um erradicador que os envia para o Limbo (veja-se que história evita a morte do inimigo possivelmente por ser dirigido a crianças).
Uma outra característica da história é o facto de ROM ser perseguido pelas autoridades dado que, aparentemente, é um alienígena assassino, mas que é apoiado apenas por dois jovens Steve Jackson e Brandy Clark. A história de fundo é em tudo parecida com o Hulk (na altura também argumentado por Bill Mantlo) desde ser perseguido por todos e considerado uma ameaça quer nos parceiros que nesse caso são Betty Ross e Rick Jones.
Um dos factos importantes é que ao longo da trama ROM vai interagindo com muitos personagens da Marvel, como  Huk e X-Men, sendo integrado na cronologia da editora.
Tive a possibilidade de adquirir toda a coleção na Mundo Fantasma mas ainda não tive a oportunidade de a ler estando à muito na lista de espera e a ver se o factor idade vai influenciar o gosto que tinha por este herói.

imageimageimageimageimage

2 comentários:

  1. EHouve uma altura em que adorava o Rom. Primeiro o visual do personagem (encontrei uma cópia de um desenho que fiz dele, tinha na altura 7 anos), e mais tarde quando comecei a ler com mais atenção as histórias sentia-me atraido para a sua saga porque no universo marvel, esta era a unica história em que os personagens importantes morriam mesmo, ou então poderiam já estar mortos há muito tempo e nós sem saber. Acho que deviam pegar de novo neste personagem.

    ResponderEliminar
  2. A Marvel não consegue pegar no ROM especificamente dado que perdeu a licença que pertencia a uma empresa de brinquedos. Mas fala-se que anda a tentar recomprar os direitos.

    ResponderEliminar