sábado, 16 de março de 2013

Ranma 1/2 e Striker


Como é possível ver  no blogrool acompanho um dos blogs de referencia em Portugual, o Leituras de BD, que recomendo vivamente.

Foi lançado à discussão pelo autor a questão do porquê do Mangá não ter sucesso em Portugal tendo sido referidas duas séries que terão sido as primeiras edições de Mangá por uma editora portuguesa. Ranma 1/2 e Striker.

Foram editadas pela Texto Editora em meados dos anos 90, penso que por volta de 1996, talvez uma pouco na onda do boom Mangá que estava a varrer a Europa e os EUA e aproveitando também edições em vídeo de alguns Animes pela Prisvideo/LNK que foram muito badaladas na altura.

DSC_0065

Existindo muito pouca informação na net sobre estas edições fica aqui alguma.

Um dos factores curiosos foi o lançamento dum pack no primeiro numero (penso que do Ranma 1/2) de algum merchandising que faz-me pensar que o público alvo era infantil apesar das séries não o serem.

DSC_0063    DSC_0064
         Um boné de oferta                                                                      Um horário escolar e autocolantes
Aqui um grande plano do horário e do seu verso onde se podia concorrer ao sorteio de um computador.

Ranma1     Ranma2
E agora os autocolantes, oferta no número 3, possivelmente para pôr nas capas ou cadernos escolares Sorriso

Ranma3
Vinha também uma t-shirt com o logo manga mas não a encontro neste momento Triste.

Umas das características desta tentativa da Texto é o fraco material em que foram impressas, papel reciclado.
DSC_0068  Ranma5
Para completar apresento um artigo apresentado no final de alguns números a explicar o que é o Mangá.

Ranma4
Por ultimo refiro que cada numero custava 299$00 (escudos) o que não era, à época, uma exorbitância.

Segue a galeria de capas de todos os números publicados.

Ranma 1_2 [PT] #1242003_fRanma 1_2 [PT] #1141999_fRanma 1_2 [PT] #1041995_fRanma 1_2 [PT] #941991_fRanma 1_2 [PT] #841987_fRanma 1_2 [PT] #741983_fRanma 1_2 [PT] #641958_fRanma 1_2 [PT] #541954_fRanma 1_2 [PT] #441950_fRanma 1_2 [PT] #341946_fRanma 1_2 [PT] #241942_fRanma 1_2 [PT] #141935_f
Striker, O Guerreiro #441977_fStriker, O Guerreiro #441975_fStriker, O Guerreiro #441971_fStriker, O Guerreiro #341969_fStriker, O Guerreiro #241967_fStriker, O Guerreiro #141964_f

6 comentários:

  1. Fizeste muito bem em fazer este post!
    Quase não existe informação na net sobre estas duas edições, e aqui está super completo!
    ;)

    ResponderEliminar
  2. Obrigado. Uma das coisas com mais piada é a explicação sobre o que é o Mangá no final.

    O que gostava de saber era que motivação teve a Texto Editora para publicar isto. Não me recordo deles terem tradição na BD e isto parece ter aparecido do nada e desaparecido no mesmo sentido.

    ResponderEliminar
  3. Aquele animé do Street Fighter deve ter sido o primeiro animé de acção que eu vi, juntamente com o Ninja Scroll foi terrivel (no bom sentido). Até as bandas sonoras tive de arranjar :D
    Ainda comprei dois numeros do Striker (devem estar ali no sótão) mas o preço era puxado e não fiquei 'agarrado' à história. E como na altura haviam alternativas, tirei o striker da ideia.
    Bom post cheio de informação 'perdida':)

    Ps -Não conhecia este blog, mas já vi pelos outros posts que vou ter muito aqui com que me entreter :) Continuação de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
  4. O Ninja Scroll deve estar guardado algures, foi a minha primeira compra :)

    ResponderEliminar
  5. "A Palavra "MANGA" passa a designar a partir de então, tanto a banda desenhada, como o desenho animado japonês"
    Penso que hoje em dia, ainda existem algumas pessoas que pensam que manga é anime e não BD.

    Parabéns pelo post!

    ResponderEliminar